Crítica: IMAUVE levou-nos até à Colômbia e já não queremos voltar

Estamos habituados a ver propostas para o frio com casacões, camisolas e cachecóis XL. IMAUVE provou que o inverno não tem que ser só isso.

Final do desfile Imauve / ModaLisboa

IMAUVE é o nome da marca que nos captou a atenção neste segundo dia, logo desde a primeira proposta.

Suerte é o nome desta coleção inspirada no calor, alegria e ritmo de Cartagena das Índias, na Colômbia. Uma coleção de outono/inverno inspirada no calor parece, à partida, uma ideia contraditória. Mas a designer de moda provou o contrário neste desfile.

As cores marcaram esta apresentação. Começou com tons pastel, com a combinação de azul pálido e salmão, passou para os tons terra, com o bege areia, terracota, laranja e amarelo mostarda, e acabou com um verde mar, fúcsia e roxo. Cores pouco prováveis para os dias mais frios, mas que, exatamente por isso, se destacam.

O regresso das calças à boca de sino foi o que menos gostámos na coleção. Já as propostas de calçado tiveram o efeito oposto. As botas e botins em “plástico” transparente, tipo impermeável, realçam a roupa e as cores, e dão um ar mais leve ao look.

Os materiais mais usados são a lã, faux fur, algodão e linho. Mais uma vez, um elemento atípico do inverno, mas que, pelo menos em teoria, parece funcionar muito bem.

Feminilidade é a palavra com que melhor podemos definir Suerte. Peças transversais às estações, ou seja, que podem ser usadas em qualquer altura do ano, e com silhuetas adaptáveis a vários tipos de mulheres. Os cintos são peças-chave desta coleção, e ajudam a definir a silhueta.

Não queremos ficar sem primavera, nem verão, mas a IMAUVE fez-nos querer saltar já para o frio de 2018/2019.

Partilhe
Fale connosco
Se encontrou algum erro ou incorreção no artigo, alerte-nos. Muito obrigado. [email protected]